Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ricardo Jorge Claudino

Escritor, poeta de poemas e pensante

Escritor, poeta de poemas e pensante

Ricardo Jorge Claudino

04
Jul20

Reguengos de Monsaraz

ricardojorgeclaudino

Todos os noticiários do país ditam o teu nome.

Ainda o jornalista vai a meio da sílaba "guen"

e eu já estou arrepiado, de olhos esbugalhados,

seguindo a origem do som.

 

Aumento o volume da televisão,

talvez na esperança de escutar a paz da natureza

que circunda o entrevistador e o entrevistado

junto à Praça da Liberdade.

 

Tanto para contar, nada para dizer.

Desde quando a ida do Sr. José ao mercado municipal

é notícia que se dê?

E as trinta e muitas olarias que hoje, tal como sempre,

moldam o tempo em barro de água?

E as estrelas que brilham para um dos céus

mais transparentes que pode haver?

E o monte fortificado que alimenta sua vaidade

no reflexo das águas do grande lago?

Segundo a lenda, quem edificou a igreja de São Marcos?

Há quantos mil anos foi elevada a rocha dos namorados?

 

Desde quando tudo isto é notícia que se dê?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos

Todos os textos e imagens são direitos autorais de Ricardo Jorge Claudino.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D